27/05/2019
Jecrim faz entrega oficial de instrumentos para a Banda Marcial da Comunidade do Timbó


O Instituto Vem Cuidar de Mim, que desenvolve atividades voltadas ao atendimento de crianças e adolescentes da Comunidade do Timbó, em João Pessoa, foi beneficiada com a entrega, na tarde da última sexta-feira (24 de maio), de 30 instrumentos musicais, adquiridos com recursos das transações penais do Juizado Especial Criminal (Jecrim) da Capital para a formação da Banda Marcial “Maestro Geraldo Alves dos Santos”. A solenidade ocorreu na sede da ONG, em meio às tubas, trompete, trombones de vara, caixas, pratos, bumbão e outros, com participação do juiz titular, Hermance Pereira Gomes e do maestro que dá nome à Banda, homenageado na ocasião.
 
A Banda Marcial é fruto de um projeto de formação musical existente para as crianças e adolescentes na Comunidade, a partir da criação do Conservatório, em funcionamento desde 2018, e financiado pelo Jecrim, que arcou com a construção da sala de aula, completa em sua estrutura, com quadro negro, climatização, estantes, carteiras, além dos instrumentos e remuneração dos professores.
 
O maestro Geraldo Alves, que passará a integrar o projeto musical da ONG a partir do 2º semestre, disse que foi o melhor presente que podia receber. “Jamais esperei ter meu nome vinculado a uma Banda, que foi como comecei a minha vida, com a Banda Marcial dos Fuzileiros Navais. Não existe emoção maior. É um projeto que tem dado certo e vamos trabalhar para tirarmos daqui garotos e garotas que levarão progresso para a nossa sociedade. Vamos juntar estas forças, por um trabalho digno com estas crianças, que têm tanta vontade de aprender”, declarou.
 
O homenageado afirmou, também, que a música, por ser universal e ir além da língua, tem um grande potencial na educação das crianças e adolescentes. “A música modela a alma. Atrai amor aos corações e só faz bem à humanidade”, ressaltou.
 
O presidente do Instituto, João Eduardo Melo, comentou da alegria decorrente do trabalho que vem sendo feito. “Temos 80 crianças, hoje, assistidas com este projeto, realizando ações importantes para a vida delas. Com os estudos promovidos aqui, tentamos tirá-las da zona de vulnerabilidade. Acolhemos, com alimentação, reforço escolar e aulas de música. É gratificante vermos que, há um ano, elas mal sabiam tocar uma flauta e, hoje, elas fazem maravilhas com vários instrumentos”, destacou.
 
A ideia é que, no dia 7 de setembro, o Instituto já possa levar a Banda Marcial para desfilar nas ruas de João Pessoa, na festa cívica, com fardamento e estandarte, conforme revelou João Eduardo.
 
O juiz Hermance Pereira Gomes explicou que o primeiro momento do projeto foi a criação do Conservatório Musical; a segunda fase é, justamente, a criação da Banda e é uma consequência das aulas e do anseio dos próprios jovens, que desejavam colocar em prática os conteúdos que vêm aprendendo. “Já estamos providenciando a terceira fase para o 2º semestre, com a oferta de aulas de piano. Vamos providenciá-lo para as aulas musicais do Conservatório, desconstruindo a ideia de que é um instrumento elitista e estou apostando que encontraremos aqui mais de um grande pianista, precisando apenas desta chance para despontar”, antecipou.
 
As pessoas que desejarem contribuir com as ações da ONG 'Vem Cuidar de Mim' podem acessá-la pelas redes sociais (Instagram, Facebook) ou pelo telefone (83) 99979-4094. “Qualquer forma de apoio, com alimentos ou doações, é bem-vinda. E os que quiserem vir aqui, conhecer o nosso trabalho e trazer um abraço para as nossas crianças são bem-vindos em nosso espaço”, disse o presidente do instituto.
 
A solenidade contou com a presença das crianças que participam do projeto. Yorrana Marques, de 10 anos, disse que tem aprendido a tocar flauta, percussão e violão. “A quarta-feira e a quinta são os dias em que fico mais ansiosa pra vir, pois são as aulas que eu mais gosto. Quero fazer parte de uma banda e ser atriz”, disse. Samara Isaquiel, de 9 anos, também falou sobre o Instituto. “É muito bom estudar aqui. Temos muitas aulas boas e as que eu mais gosto são de percussão e flauta. Violão é muito difícil de aprender”, opinou a menina.
 
TJPB

Mais Notícias



Convênios
Ver todos
Plano UNIMED
Formulários de adesão e exclusão.

Receba as novidades da AMPB



Atualize seu cadastro


AMPB - Associação dos Magistrados da Paraíba

Av. João Machado, Nº 553, Centro, Empresarial Plaza Center, 3º andar, Sala 307, João Pessoa - PB, CEP: 58030-520.

Fone/Fax: (83) 3513-2001

Jornalista Responsável: Jaqueline Medeiros - DRT-PB 1253




© 2019. Todos os Direitos Reservados. AMPB - Associação dos Magistrados da Paraíba

Av. João Machado, Nº 553, Centro, Empresarial Plaza Center, 3º andar, Sala 307, João Pessoa - PB, CEP: 58013-520.
Fone/Fax: (83) 3513-2001
Jornalista Responsável: Jaqueline Medeiros - DRT-PB 1253